Entertainment

Ninguém além da rede queria que The Man Trap fosse a estreia da série Star Trek

Robert Justman e Herb Solow, que trabalharam como produtores em “Star Trek”, lançaram alguma luz sobre a seleção de estreia da série quando escreveram um livro de bastidores “Inside Star Trek: The Real Story” juntos em 1966.

Em agosto de 1966, a NBC realizou uma exibição dos episódios disponíveis de “Star Trek” para decidir qual deles deveria estrear a série. Apesar de ser o piloto, “Where No Man Has Gone Before” foi descartado por ter muita exposição. O episódio foi “necessário para vender, não necessariamente para ser televisionado”, opinou Solow. (“Where No Man Has Gone Before” foi ao ar como o terceiro episódio do programa em 22 de setembro de 1966.)

Solow descreve por que cada um dos episódios considerados foi descartado: Nem “The Corbomite Maneuver” ou “The Enemy Within” tinham o escopo necessário para a estreia de uma série. “Mudd's Women” era muito escandaloso. “Charlie X”, centrado em um adolescente psíquico, era “uma história muito gentil”.

Assim, a seleção de estreia se resumiu a “The Man Trap” e “The Naked Time”, onde a tripulação da Enterprise é exposta a um vírus que remove suas inibições. Justman pressionou por “The Naked Time” (sentir que seu foco no personagem familiarizaria rapidamente o público com o elenco principal de “Star Trek”), mas a NBC optou por “The Man Trap”, embora a equipe considerasse que era um dos esforços mais fracos. Por que? Porque “The Man Trap” era essencialmente um filme de criatura com orçamento de TV.

Source

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button